Skip to content

Cobrança + Honorários. Como os advogados agem?

Cobrança + Honorários. Como os advogados agem?

< 1 minuto de leitura
< 1 minuto de leitura

Cobrança + Honorários. Como os advogados agem?

Geralmente, o advogado que capta o cliente trabalhista de imediato não cobra nada para propositura da ação, nem para acompanhamento do processo, já que, em muitos casos quem procura o advogado trabalhista está desempregado. Para compensar, informa que reterá 30% dos valores que ele vier a receber. Além disso, após a Reforma Trabalhista, o juiz arbitrará ao advogado da parte que saiu vencedora honorários sucumbenciais, que deverão ser pagos pela parte contrária. Esses honorários variam de 5% a 15% do valor, geralmente da sentença liquidada.

E como o juiz determina um percentual justo? Pelo trabalho desempenhado pelo advogado, então observará o grau de dificuldade, zelo, capricho. Então tudo conta, por ex. se o advogado perdeu prazo, fez petições pouco trabalhadas etc, ainda que o cliente tenha vencido, provavelmente seus honorários serão fixados no mínimo, e assim por diante.

Mais um lembrete, caso haja procedência parcial da ação, ou seja, se apenas alguns direitos do trabalhador forem reconhecidos pelo juiz, haverá determinação de pagamento de honorários recíprocos, uma parte pagará para a outra, sem haver compensação. Por isso, na hora de redigir a petição inicial, é bom não ter exageros, mas só pedir o que de fato o trabalhador tem direito.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Você também pode gostar

Chamar um advogado
Olá, preciso da ajuda de um advogado!